Category Archives: Maquiagem

Para que servem os corretivos coloridos?

Por Ruby Rose em Blog Maquiagem 19 março 2018

Print Friendly, PDF & Email
1
32+

Os corretivos são nossos principais aliados quando se trata de corrigir imperfeições na pele. A base certamente ajuda ao deixar a pele com um tom uniforme, mas, quando o objetivo é a cobertura completa de manchas e espinhas indesejáveis ou camuflar as terríveis olheiras, com certeza é o corretivo que você deve usar.

No entanto, é importante que você saiba para que serve cada corretivo. Algo que não é tão simples quanto parece, afinal, atualmente existe um arsenal de corretivos, em diversas cores, que servem para todo tipo situação.

Para uma make completa, além dos tons convencionais (cores nude), é possível contar com corretivos de várias cores, como verde, lilás, amarelo e salmão, e cada um deles possui uma função:

O VERDE é indicado para corrigir espinhas, cicatrizes, manchas vermelhas (espinhas, cantinhos da lateral do nariz etc.) vasinhos e imperfeições da pele causadas por rosáceas;
O LILÁS pode camuflar manchas amarronzadas e sardas;
O AMARELO é usado para cobrir as olheiras mais profundas e hematomas roxos;
O SALMÃO é utilizado para cobrir olheiras mais acinzentadas, no caso de pessoas com pele clara, manchas marrons e amareladas.

Dicas valiosas:

-O corretivo colorido só deve ser utilizado quando o convencional não apresentar o resultado que você deseja sobre a imperfeição.

-Para ter um melhor resultado, é aconselhável que o corretivo seja aplicado com esponjas ou pinceis próprios para corretivos. Também pode ser aplicado com o dedo anelar, com leves batidinhas.

-É fundamental que o corretivo colorido seja aplicado moderadamente (em camadas finas) antes da base e do corretivo comum (cor da pele). Dessa forma, você conseguirá obter a coloração perfeita, que disfarce a região desejada.

-O objetivo é criar um efeito cromático (quando uma cor neutraliza a outra), portanto, para não ter um resultado contrário, que acabe destacando ainda mais a imperfeição, a tonalidade do corretivo aplicado não poderá ser semelhante à da região do rosto que você queira cobrir. Exemplo: utilizar o lilás para olheiras roxeadas, aumentando ainda mais a intensidade da cor.

E ai, tiramos algumas das suas dúvidas?

Deixem nos comentários quais posts que vocês querem que façamos aqui no blog.
Ficaremos muito felizes!

Como descobrir o seu tom de base?

Por Ruby Rose em Blog Maquiagem 28 fevereiro 2018

Print Friendly, PDF & Email
1
64+

Users who have LIKED this post:

  • avatar

Essa é uma das perguntas que mais recebemos de consumidores, tanto por e-mail, como pelas redes sociais e até mesmo por telefone. Por isso, viemos trazer dicas que são essenciais para você acertar perfeitamente o seu tom de base. Por ser um item de extrema importância na maquiagem, não podemos errar na hora da escolha.

Usada para disfarçar as imperfeições do rosto, deixando a pele mais uniforme, a base, quando não está de acordo com o tom da pele, pode colocar tudo a perder. Não podemos dizer que é fácil encontrar a tonalidade correta, mas isso não significa que a escolha da base seja uma missão impossível. Felizmente, para tornar as coisas mais fáceis, existem alguns meios de encontrar o tom ideal.

Primeiramente, em meio a diversos tons de pele existentes no mundo, é preciso identificar qual é o seu. Para facilitar nessa procura, a indústria de cosméticos estabeleceu cores para cada tipo de pessoa. Antes comprar uma base, você encontrará no rótulo diversas nomenclaturas que distinguem uma cor das demais (exemplo: clara, média e escura ou números 1, 2 ou 3 e etc.). Isso irá te auxiliar, porém, o ideal é testar em sua pele.

Uma das maiores dúvidas é em qual região da pele deve-se testar a base. Muitos acreditam que o correto seja no pulso, mas é preciso levar em consideração que, por conta das ações do sol, a tonalidade da parte inferior do antebraço nunca será a mesma do rosto. A maioria dos profissionais da área de beleza indicam que o teste seja feito no dorso do rosto ou no cólo.

 

Saiba também como descobrir o seu subtom de pele

Além disso, é preciso se atentar ao subtom de sua pele, algo que a principio pode parecer complexo. Mas, calma, pois não é nenhum bicho de sete cabeças. Para entender melhor, os subtons são divididos em três tipos: quente, frio e neutro.

Um bom método para saber qual é o seu subtom, é analisar as veias do antebraço. No caso de elas serem esverdeadas e aparentes, o resultado é quente; Se forem azuis e menos aparentes, significa que é frio. O subtom neutro é constatado quando suas veias apresentam as duas características.

 

Para cada tipo de subtom de pele são indicadas tonalidades de base diferentes:

Subtom frio: é indicado bases que tenham tonalidade puxada para o cinza ou para o rosa;
Subtom quente: é indicado bases com tom amarelado;
Subtom neutro: é indicado tons de base puxado para o amarelo, castanho ou até mesmo para o marfim.

É possível também criar misturas de bases para alcançar o tipo de tom ideal. Para as pessoas que buscam uma tonalidade mais clara, uma boa opção é misturar um creme hidratante para o rosto branco ou um filtro solar para clarear. E para quem busca um tom mais escuro, como no caso das negras, indica-se misturar dois tons,claro e escuro, mesclando e adicionando mais de um ou de outro até atingir a tonalidade que deseja.

Descobrir o tom certo da base leva tempo e necessita de um pouco de paciência. Mas pode ter certeza que, com essas dicas, você irá conseguir encontrar uma tonalidade que combine com seu tom de pele.